Acesse a sua CRIATIVIDADE! Entrevista com Fábio Neves

Atualizado: Fev 17


Você sabia que ao acessar a sua criatividade você estimula o funcionamento do hemisfério direito do seu cérebro que pode contribuir com a sua sensação de bem-estar? Além disto, cada vez que você faz algo diferente, você contribuiu para que o seu cérebro se mantenha saudável, pois ele precisa se renovar criando novos caminhos neuronais. Resumindo. A criatividade é uma importante ferramenta para a sua saúde mental e emocional. Ocorre que ao longo de minha carreira ouvi muitos de meus clientes afirmarem que não são criativos, que tem dificuldade em inovar ou fazer coisas diferentes, e muitas vezes isto os afeta tanto na vida profissional quanto pessoal. Mas, como afirmava Louise Hay, a criatividade é uma habilidade inata ao ser humano, o que precisamos é saber como acessá-la. Por este motivo, convidei meu amigo Fábio Neves, especialista no assunto, para nos conduzir a compreensão do que é criatividade e compartilhar dicas de como podemos acessá-la.

Casado. Pai de duas filhas. Cheio de fé em Deus. Ator. Clown. Coach. Pós-Graduado em Gestão de Pessoas e Bacharel em Administração de Empresas. Ele se auto intitula Smile Coach - Coach da Alegria!

Depois de atuar por anos no ambiente corporativo com Recursos Humanos, Fábio decidiu investir no "voo solo", desenvolvendo o método C.C.L - Criatividade, Comunicação e Liderança. Hoje atende centenas de pessoas e empresas em processos de desenvolvimento pessoal, sendo o estímulo a criatividade o carro chefe do seu negócio.


JMA: Como a CRIATIVIDADE surgiu em sua vida?

Fábio Neves: Difícil definir um quando para isso. Na verdade, acredito que todo mundo é criativo, todos nascem super mega criativos. É só observar as crianças. O problema é que conforme vamos crescendo, o meio social em que estamos inseridos vai nos moldando com suas regras, normas e obrigações, até que viramos adultos chatos que acreditam não serem criativos.

Eu me lembro da minha infância intensamente, tudo que aprontava, o carinho em casa, a disciplina da varinha de goiabeira, as aventuras no quintal e na rua. Como todo mundo, cresci e passei a querer me encaixar nos grupos. Aí surgiu o grande problema, a timidez. Sim, eu sou tímido, aliás Super tímido!!!

Sempre fui o cara das grandes ideias, que ouvia todo mundo mas criatividade mesmo, ficou em segundo plano.

Quando chegou o tempo de escolher uma profissão, escolhi ser ecologista. De acordo com minha mãe, isso não pagava boleto rsrsrs. Escolhi então administração, me especializei em RH e conheci a área de desenvolvimento de pessoas. Neste mesmo tempo comecei a fazer teatro, conheci o Clown e me identifiquei. Com duas paixões distintas, fui levando. Mas há exatamente oito anos, eu conheci a metodologia do Coaching, minha terceira formação e percebi que podia juntar tudo, retomar a veia criativa que sempre tive e fazer disso um bom negócio.

Hoje ensino Criatividade Pessoal e de Negócios através da linguagem do Palhaço e tenho o emprego mais feliz do fantástico mundo de Fábio, Mentor Criativo;

Eu acredito que sou abençoado, meus pais, apesar da educação disciplinar, sempre brincaram comigo e minhas irmãs, carinho era algo muito presente. Lembro-me que tínhamos muitas dificuldades financeiras, casa sem forro, banheiro fora, são lembranças de quando tinha 4 anos. Mas, esse não era o foco, estávamos sempre sorrindo e aprontando coisas de criança.

Apesar das dificuldades, a forma como encarávamos tudo era sempre positiva, sem dúvida, ai esta a base da minha profissão.

JMA: Como podemos nos tornar mais CRIATIVOS?

Fábio Neves: O primeiro passo é desmistificar a Criatividade. Ela não é um dom, mas sim uma habilidade e como toda habilidade, pode ser desenvolvida por qualquer pessoa.

O estimulo da Criatividade pode ser feito através de algumas mudanças de hábitos:

  1. Ouvir as pessoas sem filtro e sem pressa em responder. Se mostrar interessado pelo que o outro diz, expande a percepção das coisas, provocando mudanças internas essenciais para o início de um processo criativo;

  2. Observar as coisas como se você não conhece-se aquilo. Ver sobre outra ótica possibilita o redescobrimento e insights de assuntos que você já conhecia. Chamo isso de redescoberta do óbvio!!!

  3. Envolver-se com outras pessoas, opiniões e pontos de vista diferentes ajudam a abastecer um elemento crucial para a criatividade, o conhecimento!!!


JMA: Como a CRIATIVIDADE se aplica na vida profissional?

Fábio Neves: Acompanho processos de recrutamento e seleção há muito tempo e o que mais as empresas buscam, são pessoas capazes de encontrar soluções rápidas para problemas recorrentes. É uma super necessidade de mercado atualmente.

A Criatividade em si, já é uma grande ferramenta para solução de problemas, ela possibilita encontrar diferentes soluções para um único problema. Desenvolve o foco, a produtividade e a capacidade de produzir mais com menos tempo, menos custos e consequentemente, gerando maior lucro. Pessoas que apresentam esta habilidade são mais valorizadas profissionalmente, pelos resultados que podem trazer ás corporações. Essa é uma das aplicações que a criatividade trás para a vida profissional.

Entre os empreendedores, por exemplo, é visível a diferença no índice de falência entre as empresas criativas e as convencionais. Enquanto o primeiro grupo encontra soluções para enfrentar as crises, o segundo grupo, resistente á mudanças, perde tempo considerável a ideais que não dão mais resultados, deixando as empresas vulneráveis e muito mais sujeitas a falência.

Isso faz com que a Criatividade seja uma das cinco habilidades mais importantes solicitadas pelo mercado de trabalho atualmente.


JMA: Como a CRIATIVIDADE se aplica na vida pessoal?

Fábio Neves: Uma das melhores aplicações na vida pessoal é o humor, não no sentido de ser o piadista e sim na leveza que a criatividade proporciona. Pessoas criativas conseguem resolver problemas de forma mais rápida e com isso, não se chateiam por qualquer coisa, não se aborrecem com tanta facilidade, resolvem conflitos pessoais de forma equilibrada. Isso tudo, reflete em todos os aspectos da vida pessoal como família, amigos, trabalho. Consequentemente, acabam levando isso para a vida profissional pois conseguem expandir seu network, melhorar o clima no ambiente de trabalho, tem a atenção da equipe e superiores. São ganhos que muitas vezes passam despercebidos mas que são possíveis somente por conta da CRIATIVIDADE. Ela move o mundo!!!


JMA: Como ter uma EQUIPE MAIS CRIATIVA no trabalho?

Fábio Neves: A liderança da empresa ou da equipe precisa antes de mais nada desenvolver a cultura participativa no ambiente de trabalho.

Isso pode ser conseguido se atentando aos 3 pilares da criatividade:

  1. Ouvir: Dispensar atenção ás ideias e opiniões dos integrantes da equipe. Neste ponto, ouvir é estar entregue ao que o outro fala. Neste momento, nada mais importa além do que o outro. Demonstrar interesse em ouvir, ajuda na compressão do outro e possibilita a expansão de sua percepção da equipe como um todo;

  2. Observar: Olhar além do que se vê!! Estar atento ás pessoas, observando seus comportamentos, sem julgamento, buscando entender as pessoas. Isso ajuda na compreensão dos fatos e resolver problemas que aparentemente não existem;

  3. Sentir: Se colocar no lugar do outro proporciona uma melhor interação e consequente comunicação.


JMA: Como podemos contribuir para que nossos filhos explorem e desenvolvam sua criatividade?

Fábio Neves: As crianças são criativas por natureza e estão constantemente em processo criativo. Estão sempre buscando entender tudo ao seu redor, questionam, pensam, aprontam, erram e reiniciam o processo a todo instante. Praticamente não precisam de estímulos.

Mas os pais devem ficar atentos aos bloqueios sociais que minam a criatividade das crianças:

  1. Restringir ao máximo o uso tablets, celulares e eletrônicos. Brinquedos e equipamentos eletrônicos, apesar de divertir, trazem um entretenimento engessado, pronto e limitado. Um carrinho é apenas um carrinho. Um game é sempre o mesmo game. Brincar com os filhos com brincadeiras manuais como quebra cabeças, jogos de mimica, entre outros, além de fortalecer os laços, garantirá a formação de um adulto seguro e criativo;

  2. Não fazer comparações. Cada ser humano é único. Entenda que existem múltiplas inteligências, identifique e valorize isso na criança. Não existe melhor que o outro.

  3. Fomente a alegria e a disciplina no lar. Atitudes positivas, ajudam a desenvolver a auto estima;

  4. Errar não é o fim. Sem erro não há crescimento. Incentive a criança a aceitar o erro e perceber o aprendizado que veio dele. Do erro nascem as melhores ideias;

  5. Não proteja tanto a criança. Permita que a criança enfrente pequenos problemas, pré-selecionados e incentive a resolvê-los. Solicite a ajuda dela. Além de se sentir útil, ela se tornará um ser humano capaz de enfrentar os perrengues da vida.

  6. Disciplina equilibrada!!! Este fator pode contribuir com a criatividade da criança ou simplesmente bloqueá-la. O segredo está na estratégia de aplicação. No excesso, a disciplina em ambientes sociais muito regrados, sérios, inflexíveis e fechados podem gerar bloqueios no processo e criativo ao passo que a liberdade total pode gerar, além da falta de limite e foco, pessoas com ideias incríveis mas com pouca ou nenhuma capacidade de realização, levando á frustração, a rebeldia vazia e a improdutividade. A disciplina funciona como um condutor para algum objetivo. Criatividade sem disciplina, é apenas um punhado de boas ideias que não saem do papel;


JMA: E o famoso bloqueio criativo? O que fazer quando ele surge?

Fábio Neves: Esqueça de tudo rsrs. Procure fazer algo diferente como ouvir uma música, ler um livro de outro assunto, um filme divertido, olhar o céu. E depois retorne á ideia central. Muitas vezes o cérebro trava de tanto alimentá-lo com informações e ideias. Ele precisa relaxar para processar as informações e ficar livre para continuar criando. Não é a toa que as respostas sempre aparecem exatamente quando não estamos pensando nelas, no banho, ao acordar, ao olhar uma paisagem.


JMA: Pessoas mais analíticas costumam ter menos afinidade com expressões artísticas e tendem a se queixar mais de dificuldade em criar e inovar. Qual a dica para estas pessoas que são mais mentais?

Fábio Neves: Eu diria para não levarem as coisas tão a sério, relaxem um pouco! Pessoas analíticas geralmente, focam no resultado que querem e o acesso criativo para chegar lá, está exatamente no percurso do processo e não no resultado.

É necessário que baixem o nível crítico, as exigências e os filtros pré-existentes. Se arrisquem mais e ouçam a intuição mas sempre em equilíbrio com a razão.

No dia a dia, procurem fazer algo diferente, como um caminho diferente para chegar ao trabalho, usar uma cor que normalmente no utiliza, pequenos detalhes mas que contribuem para uma quebra de padrão a médio prazo.


JMA: Pessoas introvertidas ou tímidas também podem ser criativas?

Fábio Neves: Inicialmente, devemos nos aceitar como somos, sem os rótulos sociais que nos impõem! Uma grande falha em definir a criatividade, é acreditar que ela está intrinsicamente relacionada ás expressões artísticas. Artistas, escritores, Atores, Comediantes, Palestrantes, marketing. Todas estas áreas são consideradas as detentoras da criatividade.

Ledo engano, as pessoas introvertidas possuem uma capacidade muito grande de criar, pois elas praticam o ouvir e o observar, elementos essenciais para o desenvolvimento da criatividade, com muito mais frequência que as pessoas ditas extrovertidas. A única diferença é que os introvertidos apresentam uma dificuldade em se expressar, não conseguem falar em público por exemplo. Para superar isso, indico um curso de introdução ao teatro, cursos de comunicação pessoal focado no desbloqueio interior e até um curso de Introdução ao Clown, que é ótimo para ter a aceitação de si!!!


JMA: Como o clown pode ajudar na criatividade?

Fábio Neves: O fundamento do clown é buscar a sua autenticidade, auto aceitação e assumir os próprios erros de forma aberta e humorada. Estes três elementos por si só derrubam padrões e crenças mentais que constantemente bloqueiam a nossa criatividade.

Quando encontramos e assumimos o compromisso pessoal de ser autêntico, conseguimos transpor os bloqueios criados pelos padrões sociais e isso acontece quando temos a auto responsabilidade sobre nosso atos e percebemos que somos joias raras, universos únicos em cada um de nós.


Para quem deseja saber mais sobre o trabalho do Fábio Neves, fica o convite para acessar o canal dele no Instragam - www.instagram.com/fabioneves_smilecoach . Ou entrar em contato por whatssap em +55 19 99136 9396. Confira principais serviços:

Mentoria Criativa para Pessoas e Negócios;

• Curso de Comunicação Pessoal;

• Curso de Introdução ao Clown;

• Clown in Company - Intervenções Lúdicas no Ambiente Empresarial;

• Palestras sobre Criatividade;

• WorkShop Criativo – Criatividade Power.


Use e abuse da sua criatividade! Em amor,


#criatividade #clown #smile #inovação #smilecoach #fábioneves #desenvolvimentopessoal #entrevistas

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© Todos os direitos reservados à Carla Rabetti | INSTITUTO VIDA AUTÊNTICA.

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza