BLOG

Dicas para Controlar a Ansiedade

Atualizado: Jun 5


Em maior ou menor grau todos nós podemos experimentar ansiedade diante das situações da vida. No entanto, quando essa ansiedade se torna muito acentuada pode causar sintomas físicos desagradáveis.

Segundo a OMS - Organização Mundial de Saúde, a população brasileira tem a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo, os especialistas apontam que pelo menos 9,3% da população sofre de ansiedade - que já se tornou um problema de saúde pública.

Acredita-se que a causa da ansiedade no país esteja relacionada a fatores sócio econômicos, como pobreza e desemprego, mas também a fatores ambientais, relacionados ao estilo de vida nas grandes cidades.

Este índice é maior entre as mulheres, em virtude de fatores biológicos - menstruação, menopausa e gravidez - e também fatores culturais.

Os principais sintomas apontados por pessoas que sofrem de ansiedade são:

  • Dificuldade de concentração;

  • Cansaço excessivo, esgotamento mental e procrastinação;

  • Problemas de sono, pesadelos;

  • Preocupação excessiva;

  • Sensação de aflição, receio ou agonia, inquietação ou impaciência causada por um desejo ou vontade;

  • Palpitação, sudorese excessiva, tremores, tontura e náusea;

  • Ressecamento dos lábios, empalidecimento da pele, contrações musculares involuntárias;

  • Hábito de roer unhas.

Segundo André Brunoni, psiquiatra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), em entrevista ao Estadão, esses sintomas podem levar ao quadro depressivo, caracterizado pelos sintomas do transtorno acrescido de alterações no humor, como apatia, solidão, tristeza, além do isolamento social e dores sem justificativa física. Também podem culminar em crises de pânico.

Daí a importância de dar a devida atenção aos sintomas da ansiedade e procurar tratá-los.

O primeiro passo, é compreender o que acontece em nosso organismo que nos conduz a apresentar sintomas emocionais e físicos de ansiedade.

Vejamos, quando sentimos a sensação de medo, nosso organismo se coloca em alerta, diante de algo que se acredita ser uma ameaça, a liberação de hormônios como a adrenalina, causam imediata aceleração dos batimentos cardíacos preparando o sujeito para uma possível luta ou fuga. De modo geral, a ansiedade está relacionada a um foco excessivo no futuro, manifesta pela preocupação com o que pode acontecer e medo do fracasso. Esta portanto, bastante relacionada a pensamentos negativos e catastróficos.

Portanto, a ansiedade pode se manifestar com sintomas emoções e físicos, no entanto, ela tem origem em nossos pensamentos e pode portanto ser resultado de situações traumáticas ou de antecipação negativa do futuro, de qualquer maneira tende a estar relacionada a pensamentos de medo que geram emoções desagradáveis e então produzem reações físicas.

Este estado de preocupação constante, tende a afetar a autoconfiança, a proatividade e habilidade de tomar decisões.

A partir do entendimento de que a ansiedade tem origem em nossa mente, mas afeta nossas emoções e nosso corpo, podemos compreender que o controle e prevenção irá abranger tanto ações mentais quanto físicas. Vejamos algumas dicas:

  • Desafiar Crenças: É possível que a preocupação com o futuro esteja relacionada ao medo da frustração, então, o ansioso prevê os resultados negativos como um recurso de prevenção do possível fracasso. Esta é uma forma - talvez inconsciente - de proteger-se da decepção. O problema deste foco na possibilidade de fracasso, esta no fato de que, sentindo medo de não obter o resultado desejado, o indivíduo tende a não ter motivação para agir, entrando em um estado de paralisação. Neste caso, é preciso confrontar estas crenças na possibilidade do fracasso, fortalecendo a visão sobre as possibilidades de conquistas e vitórias, produzindo pensamentos e crenças que fortaleçam a ação, e isto se dá, ao se lembrar de suas conquistas, pensar em suas habilidades, competências e pessoas que podem lhe ajudar a obter o resultado que deseja. Pensar nas situações de fracasso, também pode ser útil se você usá-las para refletir sobre os aprendizados que extraiu desta situação do passado e como isto te preparou para situações futuras;

  • Criar um período de preocupação: Pensar sobre as coisas que deseja, sobre seus medos e preocupações torna-se um hábito, que deve ser ajustado aos poucos, para deixar de ser um problema e tornar-se algo produtivo, para isto, é interessante estabelecer diariamente um período de meia hora para refletir sobre seus problemas, pensando sobre o que de fato esta acontecendo que o incomoda e quais as soluções possíveis, desviando os pensamentos de ideias negativas relacionadas a riscos e fracassos. Sempre que o pensamento de preocupação vier fora do momento estabelecido para esta reflexão, você deve direcioná-lo para o horário do dia determinado. Este horário nunca deve ser antes das refeições ou antes do horário de dormir, pois poderá ser prejudicial. A ideia é que você aprenda a controlar gradualmente seus pensamentos e preocupações. No período reservado para a preocupação, você pode se fazer as seguintes perguntas: - Qual o problema que esta me preocupando agora? - Porque este problema esta me preocupando? - Como posso lidar com este problema agora? - Que ações eu posso fazer já para resolver ou pelo menos minimizar o problema? Anote as suas respostas e leia novamente em seu próximo período de preocupação, acrescentando o que julgar necessário;

  • Nutrir emoções positivas: A tranquilidade, a alegria, a gratidão, todas estas sensações são contrárias ao medo e quando você as estimula dentro de você, tende fortalecer a sua inteligencia positiva e produzir hormônios do prazer que favorecem a redução da ansiedade e a sensação de bem-estar. Portanto, estar em contato com a natureza, apreciar o belo, praticar atividades de lazer, investir tempo em seus hobbies, agradecer pelas coisas positivas que acontecem em seu dia-a-dia, tudo isto pode contribuir com o controle da ansiedade. É interessante também prestar atenção ao tipo de conteúdo que consome em sua rotina, excesso de jornais sensacionalistas, terror, violência, tudo isto pode estimular ainda mais o seu cérebro sobrevivente, promovendo medo e consequente ansiedade. Será mais favorável que você consuma conteúdos que promovam diversão como comédias por exemplo;

  • Elaborar um programa de saúde: A ansiedade e as preocupações, podem fazer com que a pessoa descuide da saúde, além disto, cuidar da saúde, pode ser um fator de contribuição para o combate a ansiedade, portanto, invista em: atividade físicas regulares, alimentação saudável, hidratação, técnicas de relaxamento como medição e yoga ou mindfullness por exemplo;

  • Respiração diafragmática: Respirações profundas promovem um estado de relaxamento benéfico ao controle da ansiedade. Ao despertar faça uma sequência de dez respirações profundas puxando o ar pelo nariz conte até 6, segure o ar contando até 2 e solte o ar contando até 6. Repita esta sequência por aproximadamente dez vezes antes de iniciar sua rotina da manhã. Observe o seu abdome subindo e descendo enquanto respira;

  • Terapia Complementar: Também é possível fazer uso de tranquilizantes naturais, uma boa opção para quem tem sofrido com a ansiedade é o uso do RESCUE REMEDY que é um composto de chá de flores para situações de emergência em que existe desequilíbrio emocional. É possível comprar este medicamento natural em farmácias de manipulação. Neste caso é indicada uma dose de 4 gotas de 6h em 6h, ou seja quatro vezes ao dia. A aromoterapia também pode ser uma excelente aliada para promover o relaxamento na hora de dormir. É recomendável o uso de óleo essencial de lavanda, pingar 2 gotas de cada lado do travesseiro (extremidade esquerda e extremidade direita) antes de dormir para inalar durante a noite, promovendo assim um maior relaxamento e um sono mais revigorante.

Se os sintomas forem persistentes e as crises recorrentes, é muito importante buscar por ajuda médica, pois pode ser necessária o uso de medicamentos como ansiolíticos que devem ser receitados por um psiquiatra. O acompanhamento psicológico também será necessário para um treinamento mental, afim de entender as origens do problema e obter saúde emocional. Cuide-se! Em amor,

#stress #saudeemocional #bemestar #healthcoaching #tecnicaparacontroledostress #ansiedade

0 visualização

 São Paulo - SP - Brasil

Atendimento Presencial e On-line

Siga nas redes sociais!

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Blogger - Círculo Branco

Todos os direitos reservados à Carla Rabetti