BLOG

What the Health (Que saúde?)

Atualizado: 28 de Out de 2019



Que alimento seja remédio e que remédio seja alimento. _ Hipócrates

A dica de vídeo de hoje é o documentário What The Health da Netflix. Defensor da dieta vegano, este é um material um tanto quanto polêmico, que se propõe a despertar uma nova visão acerca da alimentação ideal para o ser humano na manutenção de sua saúde.

A Netflix define o documentário What The Health? (Que saúde?), como uma continuação de COWSPIRACY: O segredo da sustentabilidade, ressaltando que o elo entre alimentação, doenças e os bilhões de dólares em jogo no sistema de saúde, indústria farmacêutica e alimentar, é examinado de perto neste filme dirigido por Kip Anderson - Kip e Keegan Kuhn.

O documentário apresenta inicialmente a realidade contundente da saúde da população mundial na fala de diferentes especialistas.

Segundo o Dr. Robert Ratner da Sociedade Americana de Diabetes, temos aproximadamente 360 milhões de diabéticos no mundo, o que evidencia uma epidemia da doença. Já o Dr. Alan Goldhamer afirma que 2/3 dos adultos estão acima do peso ou obesos.

O Dr. Joel Kahn do Centro Kahn de Longevidade Cardíaca, afirma que diabetes, artrite, demência, obesidade e câncer estão afetando 70% das mortes que segundo estudos estão associadas ao estilo de vida e são portanto evitáveis. A maioria das crianças de 10 anos na America, já tem traços de gordura em suas artérias, o primeiro estágio de arteriosclerose que leva aos infartos e derrames.

O Dr. Milton Mills, clínico de UTI, argumenta que na medicina americana os médicos atuam no modelo de doença, de modo que o negócio é tratar de pessoas doentes e não prevenir doenças.

Se eu pudesse mandar uma mensagem aos pesquisadores, que procuram as causas do diabetes, e a causa das artérias entupidas, a causa da pressão alta e da obesidade eu diria que a resposta está em três palavras: É A Comida! _ Dr. Michael Klaper | Clínico

De modo geral, os alimentos de origem animal, foram apontados como os maiores agravantes aos problemas de saúde, conforme veremos a seguir.


Consumo de Carne Vermelha

📷

O Dr. Neal Barnard, especialista em diabetes e pesquisador, afirma que o diabetes não é causado por uma dieta rica em carboidratos, nem pelo consumo de açúcar, mas sim por uma dieta que aumenta a quantidade de gordura no sangue, ou seja, uma dieta típica baseada em produtos de origem animal.

Isto acontece, porque as células do corpo humano, passam a desenvolver minúsculas partículas de gordura que geram resistência a insulina, logo, o açúcar natural ingerido não entra na célula e assim se acumula no sangue.

Todo mundo acha que fica diabético por causa dos carboidratos, em estudo épico com 500 mil pessoas, o consumo de carboidrato, foi inversamente proporcional ao aumento da diabetes, em outras palavras, quanto mais carboidrato se comia, menos diabetes se tinha. Já a carne tinha uma forte correlação com a diabetes.

É o momento da surpresa, amidos, carboidratos são bons para você, não são ruins e esta ideia de que os carboidratos te deixam gordo é totalmente ridícula, os carboidratos não podem fazer isto. _ Dr. Garth Daves | Renomado Cirurgião Bariátrico

Após analisar estudos de mais de 10 países diferentes, a Organização Mundial de Saúde, classificou carnes processadas - bacon, salsicha, linguiça, peperone, salame, frios e embutidos - como carcinogênicas do grupo 1, o mesmo grupo dos cigarros, amianto e plutônio, estando diretamente envolvidas em causas de câncer em humanos, portanto, comer cachorros-quentes ou bacon, pode ser tão perigoso quanto fumar um cigarro.

Apenas a ingestão de 50 gramas diárias de carne processada, aumenta em 18% a risco de câncer no colo retal. Além disto, ao comer as toxinas presentes na carne morta, em minutos acontece uma explosão de inflamação no sistema que paralisa as artérias, que começam a endurecer e ficam incapazes de relaxar.

É muito claro que da perspectiva do câncer e da perspectiva da doença cardiovascular, a proteína animal, tem um grande papel. _ Dr. Caldwell Esselstyn | Cardiologista


Consumo de Frango

📷

A maioria das pessoas acreditam que o frango por ser carne branca é mais saudável, mas a verdade é que o frango é o alimento mais rico em sódio da dieta americana, isto porque, mesmo os frangos identificados como 100% natural, são injetados com água salgada de 800 mg de sódio.

Outro fator relevante é que existem propriedades que são liberadas em qualquer carne quando aquecida, portanto, os frangos também são cancerógenos.


Consumo de Ovos

📷

Comer um ovo por dia pode ser tão prejudicial como fumar 5 cigarros por dia, isto porque, segundo o Dr. Michael Klaper, a gema do ovo de uma galinha é o alimento mais rico em gordura saturada e colesterol, e portanto, afeta o funcionamento hormonal e os níveis de colesterol.

Eu não acho que as pessoas pensam que o que comeram levou a doença cardíaca ou ao diabetes, elas pensam, é algo genético, meus pais tinham. _ Dr. Garth Daves


Consumo de Laticínios

📷

O consumo de lacticínios é associado a doenças autoimunes como asma, esclerose múltipla, diabetes e outros problemas reumatológicos. O queijo em especial é o grande responsável pelo comprometimento da saúde de um indivíduo, isto porque, é altamente processado e contém naturalmente muita gordura saturada, além da adição de sal.

O leite da vaca é o líquido de crescimento do bezerro, é isso que é, não há nenhuma criança, ou humano na Terra que realmente precise do leite de uma vaca, assim como não precisa do leite de uma girafa ou de um camondongo. _ Dr. Michael Klaper

Cerca 73% dos afro-americanos, 95% dos asiáticos, aproximadamente 70% dos nativos americanos e 50% dos latino-americanos são intolerantes a lactose. Portanto, o leite é uma comida arriscada para o consumo humano, afirma o pediatra Dr. Paul Porras, que relaciona o consumo de laticínios a doenças como eczema, acne, constipação, refluxo ácido, deficiência de ferro, anemia.

O leite é um líquido hormonal e a comida mais alergênica que existe!

Estudos de pesquisadores de Harvard comprovam que o leite não tem relação com a proteção dos ossos, mas ao contrário, as pessoas que bebem leite tem maior propensão a fraturas, osteoporose e câncer.


Consumo de Peixes

📷

O Dr. Kim A. Williams, presidente do conselho de cardiologia, afirma que ao reduzir o consumo de produtos de origem animal, estamos reduzindo o risco de problemas de saúde e orienta que o consumo de carne de peixe também oferece riscos a saúde.

O consumo de peixe apresenta 4 agravantes: PCV's, Mercúrio, Gordura Saturada e Colesterol, que são superiores ao presente na costeleta de um porco por exemplo.

Os produtos de origem animal de modo geral, estão contaminados com pesticidas e toxinas presentes nas rações, vacinas e antibióticos. Portanto, carne bovina, ave, peixe e lacticínios são alimentos tóxicos para os seres humanos, mas contém propriedades viciantes, o que explica o consumo excessivo e compulsivo.


Consumo de Plantas

📷

Os autores defendem que nossa educação alimentar foi produzida pelas industrias da alimentação e de farmácia, que nos estimulam diariamente a consumir mais e mais seus produtos e fazem isto, por meio dos recursos de sedução da publicidade e propaganda, nos levando a acreditar que precisamos consumir muita proteína para termos saúde, quando na verdade os animais de grande porte que vivem na natureza são herbívoros. Os parentes mais próximos dos humanos são os chimpanzés que tiram 97% das calorias de sua alimentação de plantas.

Descobertas recentes revelam que pelo aspecto dos dentes, intestino e ácidos estomacais, os seres humanos se enquadram anatomicamente no grupo dos frugívoros.

Todas as doenças que estudei, estavam ligadas a ingerir uma dieta para qual o nosso corpo não havia sido projetado. _ Kip Anderson

O Dr. Joel Kahn, afirma que, ao consumir uma dieta para qual nosso corpo foi projetado, ou seja, a base de plantas, é possível reverter doenças cardíacas. Isto porque, estudam revelam que o nível de colesterol desaba e a pressão arterial é regulada após o consumo de uma dieta baseada em plantas. Diversos outros médicos afirmam que seus pacientes são curados e abandonam o uso de remédios após adotarem dietas baseadas em plantas. Portanto, pessoas que adotam dietas veganas vivem mais e são mais saudáveis ao longo de sua vida, segundo este documentário.

Ninguém precisa comer carne, não há nenhuma vitamina, mineral ou nutriente que não pode obter de fonte não animais. _ Dr. Michael Greger | Autor de How not to die


O sistema de saúde, indústria farmacêutica e alimentar

📷

A grande lição deste documentário, é que podemos vencer a genética com a qualidade de nossas dietas. No entanto, as organizações mundiais de saúde recomendam dietas ricas em alimentos de origem animal, mesmo quando a ciência indica que estes alimentos são prejudiciais a saúde e estão diretamente relacionados a doenças graves.

Isto acontece porque, as industrias de alimentos de origem animal, patrocinam pesquisas fraudulentas que visam convencer os consumidores de que estes alimentos não causam problemas de saúde, ou que são até mesmo benéficos, além disto, patrocinam as grandes organizações mundiais de saúde, comprando o seu silêncio em relação aos riscos oferecidos pela ingestão destes alimentos.

A indústria farmacêutica por sua vez, tem interesse nos lucros obtidos com o tratamento de doenças como diabetes, obesidade, problemas cardíacos e câncer, e assim nos levam ao combate continuo dos sintomas, sem contudo, solucionar a causa destas doenças e conduzir efetivamente a cura.

Eu entendo que o doutor disse que você poderia filmar aqui hoje, mas infelizmente isto não poderá acontecer. Eu sei que ele defende que os pacientes mudem as dietas, mas o hospital ganha dinheiro com estas cirurgias e a realidade é que ele também, então, não podemos fazer nada que afete negativamente o hospital. Você não poderá filmar aqui hoje! _ Assessora de Imprensa de um Hospital Americano.

O documentário alerta ainda, que diante da indústria do alimento e da farmácia, que camufla a verdade, nossa defesa é buscar informação de qualidade para fugirmos deste ciclo de tratamento de doenças e migrarmos para um processo mais inteligente de prevenção por meio da alimentação e da atividade física. Percebendo que a forma como nos alimentamos, determina o futuro de nossa saúde.

Vale a pena assistir e conferir os diferentes depoimentos e embasamentos científicos e então tirar suas próprias conclusões. Confira teaser:



Que amor e paz guiem sua vida!


Em amor,

0 visualização

 São Paulo - SP - Brasil

Atendimento Presencial e On-line

Siga nas redes sociais!

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Blogger - Círculo Branco
  • SoundCloud - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco

Todos os direitos reservados à Carla Rabetti